Publicado em: segunda-feira, 16/04/2012

Diário de trio suspeito de canibalismo é encontrado

Foi encontrado um diário que supostamente pertence a uma das três pessoas que foram presas em Garanhuns, em Pernambuco, suspeitas de assassinar, esquartejar, comer e enterrar pelo menos três mulheres, além de vender alimentos produzidos com a carne humana. De acordo com o diário achado por um vizinho, o trio se formou em julho do ano de 2003.

“Pretinha”, pessoa que assina o diário, supostamente é Bruna Cristina Oliveira da Silva, de 25 anos, amante de Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, de 51 anos, o “Monte”, casado com Isabel Cristina Pires da Silveira, 51 anos, conhecida como “Bel”.

O trio morava com uma criança de apenas cinco anos que, de acordo com informações da polícia, é filha de uma das mulheres que foi vítima do grupo. Bruna pode ter se unido ao casal quando tinha somente 16 anos de idade. O caderno também dá detalhes das relações sexuais que ela mantinha com o seu amante.

Os três já confessaram ter cometido os crimes, mas ainda não possuem um advogado para defendê-los. Há também um vídeo que foi gravado e mostra imagens de Isabel descrevendo como eram feitos os assassinatos e também o preparo de salgadinhos produzidos com carne humana que eram vendidos para a população. Segundo a acusada, eles comeram cerca de 10 kg de carne humana no período de três a cinco dias. Ela diz ainda que a carne só durou poucos dias porque Bruna e a criança gostam muito da carne. A menina não sabia que se tratava de carne humana, acreditando se tratar de uma carne comum.