Publicado em: quinta-feira, 05/07/2012

Diablo III – Jogadores são banidos no Linux

A Blizzard, empresa resposnável pelo game Diablo III, realizou uma limpa em seus servidores, banindo diversos jogadores acusados de trapacear no jogo. Contudo, diversos jogadores afirmaram não ter feito nada de errado para merecer o banimento.

Alarme falso

Segundo um representante da Blizzard, não há qualquer chance de que as trapaças no jogo tenham sido alarme falso. A Blizzard afirmou que as circunstâncias para os banimentos foram corretas, e que confia na análise de sua equipe.

Os jogadores que tiveram suas contas banidas utilizavam o Linux, não o Windows, para jogar. O principal problema é que Diablo III não está disponível para Linux. Para rodar no sistema, é necessária a utilização do aplicativo Wine, que torna o jogo e o sistema operacional compatíveis. O Wine, contudo, não consegue simular o Windows com perfeição, ocasionando erros no jogo.

A Blizzard, entretanto, afirmou que a utilização do Wine não é proibida. Embora o esquema utilizado pelos usuários de Linux não seja oficialmente suportado pela produtora, o simples fato de jogar no Linux não é passível de banimento.

Contudo, a empresa não conseguiu explicar porque tantos jogadores do Linux se queixaram por terem sido banidos sem fazer nada de errado. O tópico sobre Linux no fórum de discussão da Blizzard chegou à capacidade máxima de comentários.

Segurança

Além da polêmica envolvendo os jogadores de Linux, a Blizzard também tem sido constantemente acusada de problemas de segurança em Diablo III. Muitos internautas afirmaram que tiveram as contas acessadas por outros jogadores, e vários itens desapareceram..

A Blizzard informou, em comunicado, que as reclamações feitas ao serviço de atendimento da empresa são poucas. Todas as queixas estão sendo detalhadamente anaisadas, para que seja descoberta a origem do problema. Para evitar o roubo de senhas, a Blizzard recomenda que seja utilizado o autenticador Battle.net, que gera senhas única para o game. De acordo com a empresa, nenhum utilizador do Battle.net relatou roubo de senha.