Publicado em: quinta-feira, 03/11/2011

DF nega novo caso de bactéria que já matou quatro pessoa

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal negou através de nota oficial nesta terça-feira (1) que houve o registro de um novo caso de contaminação pela bactéria Streptococcus pyogenes na região.Na segunda-feira (31), uma escola de Brasília afirmou que um de seus estudantes, um menina com 7 anos, havia sido diagnosticado com a doença, sido tratado e ja estava de alta.

“A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVEP/SVS), esclarece que não há registro de outro caso da bactéria Streptococcus Pyogenes, pois, a confirmação da mesma se dá em líquidos nobres, conforme nota técnica já divulgada” diz.

Este menino seria o segundo estante de uma escola particular que foi contaminado com esta bactéria. De acordo com a escola, ele foi encaminhado por um hospital particular aonde foi feito o diagnóstico. No inicio de novembro, uma menina que estudava na escola morreu devido complicações causas pela bactéria.

A escola afirma que o menino que não foi para a aula na última sexta-feira (28) mas já apresentava sintomas de doença na última semana. além disso, a Vigilância Sanitária teria visitado as instalações do colégio e descartou as chances de outros alunos terem sido infectados no local.

A Secretaria de saúde justifica que apesar dos hospitais da rede privada possui um teste rápido para este tipo de bactéria o resultado ao garante que o paciente esta doente ou ainda que possua a infecção. “Cerca de 5 a 15% da população já possui a Streptococcus nas vias respiratórias. Isso não quer dizer que estejam doentes ou que seja da cepa Pyogenes. Dessa forma, as notificações positivas dos testes rápidos à Streptococcus, não implica doença ou Streptococcus Pyogenes”, alega.