Publicado em: segunda-feira, 24/10/2011

Dez meses após a Primavera Árabe, tunisianos têm primeira eleição livre

A população tunisiana lotou no domingo, dia 23 de outubro, as primeiras eleições livres feitas no país. Após a saída do presidente Bem Ali e a Primavera Árabe, os tunisianos finalmente poderão escolher seus representantes e fizeram questão de comparecer as eleições. Em poucas horas depois da abertura das urnas, as filas para a votação já dobravam um quarteirão, e alguns tiveram que esperar por mais de duas horas para votarem.

Todo o povo da Tunísia compareceu. Ex-presos políticos, pais com filhos no colo, mulheres com e sem lenços cobrindo a cabeça e jovens estavam entre os eleitores que se apresentaram nas eleições. Aproximadamente 70% das pessoas que possuem cadastro foram votar nas eleições livres da Tunísia.

Os eleitores deveriam escolher os aproximados 200 parlamentares que foram parte da Assembleia Constituinte. Os eleitos deverão fazer uma nova Constituição do país. É de responsabilidade da assembleia também marcar as eleições para um novo presidente e Parlamento, além de indicar um governo interino.

De acordo com Kamel Jendoubi, diretor da Comissão Eleitoral, o comparecimento de tantas pessoas foi além das expectativas. Ele afirma que o resultado das eleições será anunciado oficialmente nesta terça-feira. Não foi registrado nenhum tipo de violência nas regiões próximas aos locais onde as votações estavam sendo realizadas. Segundo as pesquisas boca-de-urna, o partido islâmico Ennahda irá vencer as eleições.