Publicado em: quarta-feira, 05/11/2014

Devido à crise nos reservatórios madrugadas do começo do ano que vem podem ter cortes de luz

Devido à crise nos reservatórios madrugadas do começo do ano que vem podem ter cortes de luzDevido à crise que há em meio aos níveis de água nos reservatórios de água atualmente, as empresas fornecedores de energia elétrica podem optar pelo corte de luz nas madrugadas, já no início do ano que vem, a medida é para que sejam evitados cortes de energia elétrica nos horários em que as pessoas mais utilizam a luz, os chamados horários de pico.

Esta solução pode ser necessária pelo fato de os reservatórios de água, estarem operando com nível abaixo do normal e prosseguir caindo ao longo dos dias, com essa medida, os reservatórios poderia ser mantidos com um nível de água, considerado seguro, segundo informações do Operador Nacional do Sistema, a suspensão do serviço elétrico se concentraria nos meses de janeiro e fevereiro de 2015 e ocorreriam em centros urbanos grandiosos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Campinas e também Vitória.

Essa medida será aplicada em caso de mesmo com as chuvas que tem caído nos últimos dias, os reservatórios de água não consigam atingir à marca de 30%, que é considerado um nível seguro, atualmente eles estão operando com 18.27% de sua capacidade, no ano passado o volume de água que havia nos reservatórios era de 41.62%, nesta mesma época do ano.

Segundo informações do Operador Nacional do Sistema as hidrelétricas precisariam se preparar para que possam se manter funcionando adequadamente nos horários, onde há maior utilização de energia elétrica, o chamado horário de pico, e para que sejam evitadas possíveis interrupções no fornecimento de energia elétrica, seria tomada a decisão de corte seletivo no fornecimento de energia durante as madrugadas.

O Estado de São Paulo passa por uma crise em seus reservatórios de água, devido ao grande período de estiagem ocorrido e registrado neste ano de 2014, especialistas estimam que mesmo com as chuvas que estão ocorrendo o nível do sistema Cantareira só voltará ao normal no ano de 2016.