Publicado em: segunda-feira, 01/10/2012

Devido ao corte de tributos, preço da cerveja sobe 2,15%

Devido ao corte de tributos, preço da cerveja sobe 2,15%O governo optou pela redução dos tributos sobre a cerveja que estavam previstos para entrarem em vigor na próxima segunda-feira (1º), segundo informações divulgadas pela Receita Federal ao final da tarde de ontem (28). A decisão teria sido tomada depois do compromisso firmado pelo setor em elevar os valores de investimentos e de empregos, além da renovação da frota de caminhões.

O valor da carga tributária em cima da lata de cerveja, por exemplo, que tinha previsão para elevar os preços para 10,93%, será de 10,50%. O percentual mais elevado vai entrar em vigor apenas no mês de abril de 2013.

Mesmo com o aumento do atributo sendo adiado, a alta nos valores da cerveja para o consumidor deverá acontecer a partir da próxima segunda-feira (1º) em 2,15%. Caso não houvesse esse adiamento na entrada que está em vigor da nova carga, a ascensão dos preços seria de 2,85%, segundo informou Carlos Alberto Barreto, que é o secretário da Receita Federal.

Ele ainda afirmou que o governo optou também por aumentar o aforamento para o aumento da carga. Anteriormente, deveria haver um aumento anual que chagava a 6,25% por quatro anos em cima da carga de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e PIS/Cofins. A parti de agora, vai ser semestral de 2% no decorrer de seis anos.

Com todas essas mudanças, o governo vai deixar de arrecadar R$ 76,3 milhões ainda neste ano, e R$ 401,1 milhões no ano que vem, segundo informou a Receita Federal.

O secretário ainda garantiu que caso a indústria não cumpra o acordo que foi firmado, a carga tributária vai ser elevada assim como estava previsto antes.

Para completar, Barreto ainda disse que espera que tal medida possa contribuir para o controle da inflação neste e também no próximo ano. Para ele, o esperado é que isso possa influenciar o controle dos índices da inflação.