Publicado em: sábado, 08/10/2011

Desmond Tutu celebra aniversário sem Dalai Lama na África do Sul

O arcebispo e Nobel da Paz Desmond Tutu comemorou seu aniversário de 80 anos nesta sexta-feira (07) sem a presença do Dalai Lama, que foi convidado, mas não recebeu o visto para poder entrar no país. A assessoria do Dalai Lama afirmou que o visto foi pedido com semanas de antecedência, mas o governo, liderado por Jacob Zuma, não atendeu ao pedido. O chefe de Estado não compareceu à cerimônia comemorativa de Tutu.

Apesar de não ter viajado para o evento, a assessoria de Zuma divulgou um comunicado pelo aniversário. “O arcebispo Tutu ocupa um lugar especial no coração de nossos cidadãos pela maneira como ele se levantou contra o regime do apartheid, lutando contra a injustiça e a opressão,” afirmou a equipe do governo. O cantor Bono Vox, conhecido pelas suas iniciativas humanitárias, foi convidado e compareceu. A mulher de Nelson Mandela, Graça Machel, também esteve presente.

O recado caloroso do presidente ao octagenário não reflete as reais relações entre os dois. Tutu vem criticando o governo ao longo dos últimos anos com acusações de corrupção, as quais nunca foram levadas a julgamento. O atraso no visto do Dalai Lama também é um fator de polêmica entre os dois, pois o governo foi influenciado pela China, principal parceiro econômico da África do Sul.

Depois de ter sido anunciado oficialmente que o Dalai Lama teria que cancelar a viagem, Tutu declarou que o governo está pior do que na época do apartheid. Durante uma conferência transmitida pela rede de televisão nacional, Tutu declarou que “eu te aviso que nós vamos rezar como rezamos para a queda do apartheid. Vamos rezar para a queda deste governo que nos representa tão mal”.