Publicado em: quinta-feira, 18/08/2011

Desmatamentos na Amazônia caem 54% em relação a 2010

O desmatamento na Amazônia está diminuindo, segundo informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que divulgou no mês de julho um relatório do seu sistema de monitoramento de Desmatamento em Tempo Real da Amazônia Legal (Deter) que mostrou que o índice de floresta derrubada é 54% menor do que foi mostrada no mesmo mês do ano passado e ainda 28% menor que a estabelecida no mês de junho de 2011.

No entanto, ainda existem áreas sendo desmatadas na floresta e o índice apontou que 224,9 km² de mata foram derrubadas de forma ilegal, o que acaba ainda assim prejudicando o ecossistema da região.

O Pará ainda é o estado brasileiro que mais desmata a floresta amazônica, chegando a um total de 93,7 km² de florestas que foram derrubadas. Rondônia ocupa o segundo lugar com 52,4 km² e o Mato Grosso fica em terceiro lugar com uma área desmatada de 51,4 km². Durante a produção do relatório a Inpe ainda não conseguiu visualizar 7% da região amazônica devido ao tempo seco que formaram vastas nuvens impedindo a visualização.

O Inpe ainda ressaltou que os dados obtidos pelo Deter não representam a medida exata do desmatamento que ocorre mensalmente na região pesquisada em função da cobertura feita pelas nuvens que varia de um mês para o outro, além também da resolução das imagens que são obtidas por satélites. A principal função deste sistema é a de gerar alertas para que ocorra uma melhor fiscalização ambiental da floresta amazônica, buscado a diminuição do desmatamento da área.