Publicado em: sábado, 02/07/2011

Depois de dispensar Renato Gaúcho, Grêmio pode trazer o colorado Dunga para o Olímpico

Há algum tempo seria encarada como piada. No entanto, a possibilidade agora parece ser real. Dias depois de se desfazer de um símbolo da torcida tricolor e demitir Renato Gaúcho, a diretoria gremista pensa em trazer um símbolo do arquirival Internacional: o técnico Dunga.

Dunga se encontra desempregado há um ano, desde a virada para a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, em que o Brasil deu adeus ao Mundial. O treinador jogou pelo Internacional na década de 1980 e 1990 e sempre se declarou torcedor do colorado.

A possibilidade foi levantada pelo próprio presidente do Grêmio, Paulo Odone. Durante reunião em que buscavam nomes de acordo com uma proposta mais defensiva, taticamente falando, para a vaga de Renato, Odone sugeriu a vices e assessores o nome de Dunga, imediatamente bem aceito pelos demais. Já Cuca, também bem quisto por Paulo Odone, teria sido vetado pelo departamento de futebol do clube. O grupo de dirigentes rechaça a possibilidade de haver problemas com o fato de Dunga ter identificação com o rival gremista.

Segundo pessoas próximas a Dunga, o treinador ainda segue sem interesse de voltar a trabalhar com futebol, mesmo com a proposta sendo local, já que o ex-comandante canarinho mora em Porto Alegre. Caso o Grêmio siga sem técnico até a próxima rodada, quando enfrenta o Cruzeiro na Arena do Jacaré, Roger Machado deve fazer as vezes de interino.