Publicado em: sexta-feira, 14/06/2013

Depois de brilhar no Sul-Americano de 2010 quarteto se reencontra na Seleção

Depois de brilhar no Sul-Americano de 2010 quarteto se reencontra na SeleçãoFernando volante de marcação, Oscar com função de armar a equipe, no ataque estão abertos e velozes nos lados Lucas e Neymar. Essa pode ser visto como parte Seleção Brasileira na disputa da Copa das Confederações deste ano. Porém, por enquanto o técnico Luiz Felipe Scolari não deverá fazer alterações na equipe. Porém se olhar para o passado recente, o treinador pode pensar neste assunto. Isso, pois há pouco mais que dois anos o quarteto estava em campo e conquistou um título o de Campeão Sul-Americano Sub-20.

Na época o quarteto tinha aproximadamente 19 anos, e eram conhecidos por torcedores de suas equipe. Mas pouco haviam feito para o futebol em geral, e nem se cogitava que os quatro estariam juntos dois anos após para uma competição oficial da FIFA com a Seleção principal. Neymar era o que estava melhor, jogava no Santos, mas não havia conquistado a Copa Libertadores. Lucas ainda era uma promessa no São Paulo e nem pensava levantar a taça da Copa Sul-Americana. Oscar estava no Internacional e não imaginava vencer a Recopa Sul-Americana. Já Fernando não havia nem atingido 20 partidas no Grêmio.

Hoje a situação é totalmente diferente e eles já estão consolidados. Neymar acaba de acertar transferência para o Barcelona (ESP), Oscar está há um ano no Chelsea (ING), Lucas está no Paris Saint-Germain (FRA), e Fernando acaba de acertar com o Shakhatar Donetsk (UCR). Dentre os quatro, Neymar e Oscar são titulares na Seleção para a Copa das Confederações. O terceiro entra em praticamente todas as partidas. E o último também tem ganhado oportunidades e tem o jeito que Felipão adora para o meio.

Os quatro atletas representam a renovação que era esperada para a seleção brasileira e são parte da última geração da base da seleção que teve sucesso em torneios disputados. Isso, pois durante o Sul-Americano Sub-20 que começou início do ano, o Brasil chegou a ser eliminado logo durante a primeira fase.

Dentre os 23 atletas convocados para a Copa das Confederações, eles estão entre os mais novos na Seleção Brasileira. Mais novo que eles apenas o atacante Bernard, que completará 21 anos no mês de setembro.