Publicado em: quarta-feira, 21/12/2011

Dentran SP: funcionários suspeitos de receberem propina são presos

Cinco funcionário do Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) foram detidos com suspeita de receberem propina para fraudarem documentos de veículos. Gravações feitas durante o procedimento expõem maços de dinheiro em gáveas, além de notas em prontuários e bilhetes indicando a falta de pagamento dos motoristas.

As investigações duraram três meses, e foram achados R$ 12 mil. De acordo com as investigações, as notas encontradas na sede do Departamento de Trânsito paulista são de propina. Os funcionários foram presos em flagrante e condenados por corrupção passiva e também formação de quadrilha. Mais sete funcionários foram afastados de seus respectivos cargos porque podem ter relação com esquema.

Segundo a polícia, os criminosos cobravam o dinheiro para que a transferência de veículos fosse agilizada para aqueles motoristas que pretendiam escapar da inspeção veicular, sendo esta uma verificação obrigatória para os automóveis de São Paulo. Os servidores também podem ter adulterado documentos de veículos que sofreram acidentes, para que eles não desvalorizem.

De acordo com o delegado Anderson Pires, os motoristas pagam para que não conste no documento que o veículo possui grandes danos. Segundo o coordenador do Detran, Daniel Annenberg, os processo serão abertos e, após isso, dependendo dos resultados, os funcionários poderão ser demitidos.