Publicado em: sábado, 31/03/2012

Demóstenes Torres é investigado por envolvimento com Carlinhos Cachoeira

Embora o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) seja conhecido pela defesa da ética na política, nesta última semana o parlamentar vem enfrentando uma série de acusações sobre um possível envolvimento com quadrilhas de jogos ilegais. Demóstenes, que faz parte da ala de oposição ao governo, está sendo investigado pela Policia Federal, pois conversas e denúncias mostram aproximação do senador com o empresário Carlinhos Cachoeira. Ele está sendo acusado de associação com jogos de azar e a participação do parlamentar é com o mesmo esquema.

Esta semana uma série de denúncias foi a público pela mídia e para evitar problemas para o DEM, Demóstenes deixou o cargo de líder do partido no Senado. Agora foi aberto um inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) e ele pode ser cassado. O PSOL já apresentou no Senado uma ação contra ele no Conselho de Ética do Senado. Os problemas também ocorreram dentro do partido e José Agripino Maia (RN), que ocupou o lugar de Demóstenes na liderança do DEM na casa e é o presidente nacional da sigla, disse que há possibilidade de ser expulso. O intuito, segundo Agripino (DEM), é preservar a imagem da sigla. Está marcada para essa semana a reunião com o partido para decidir sobre isso.

No início do mês, quando Cachoeira foi preso, Demóstenes foi ao Senado para explicar sua relação com o bicheiro e negou a informação de que a Polícia Federal o estava investigando. Segundo ele, a Procuradoria-Geral da República informou que não há investigação ou processo que tenha relação com o seu nome. Demóstenes disse apenas que Cachoeira era seu amigo e que estava tranqüilo com relação a isso, pois não se tratava de conversas condenatórias. Demóstenes disse que se tratava de negócios lícitos.

No entanto, gravações divulgadas esta semana pela PF, mostram que os dois tinham uma relação mais próxima. Demóstenes é acusado de tentar a aprovação de propostas que interessavam ao empresário. Além disso, o bicheiro pedia que o parlamentar interviesse em processos judiciais. Outra conversa gravada pela PF mostra conversas de Cachoeira que citam Demóstenes envolvido com grandes quantidades de dinheiro.
Agora, o STF pediu a quebra de seu sigilo bancário e o Conselho de Ética do Senado abriu um processo para retirar o parlamentar de seu cargo de senador.