Publicado em: quarta-feira, 12/03/2014

De aniversário: Artigo publicado há 25 anos na Europa deu origem ao conceito da ‘World Wide Web’

De aniversário: Artigo publicado há 25 anos na Europa deu origem ao conceito da 'World Wide Web'Há exatos 25 anos, um artigo publicado pelo especialista britânico em informática Tim Berners-Lee, até então desconhecido, deu origem a uma das maiores revoluções da humanidade. Direto de um laboratório do CERN, Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear, o conceito da World Wide Web foi divulgado para o mundo como um modo simples de se compartilhar arquivos em computadores interligados.

Aparentemente seria apenas uma nova ferramenta para assuntos de trabalho, o www começou a passar do mundo das ideias para o mundo das coisas em 12 de março de 1989, mesmo com muita gente duvidando da capacidade de concretização do projeto por sua ousadia.

Hoje em dia, o conceito de rede mundial de computadores é simples, e crianças são capazes de explicar o básico. Porém, no final dos anos 80, Berners-Lee recebeu olhares de desconfiança ao falar de um software onde seria possível navegar por arquivos disponíveis na tal web de qualquer lugar.

O CERN só adotou o sistema após o especialista demonstrar que ele era funcional, ao compilar um anuário de laboratório em um índice online. O conceito da conexão de computadores, em si, não era novidade, tendo surgido nos Estados Unidos por meio dos militares na década de 1950, e em 1969 foi lançada por eles a Arpanet, precursora da atual internet.

A web surgiu com concorrentes, como CompuServe e Minitel, mas estes rivais tinham a desvantagem de serem serviços pagos, enquanto que o sistema de Berners-Lee era gratuito. Porém, a real expansão veio apenas em 1994, com o lançamento oficial do site da Casa Branca, que foi amplamente defendido pelo então vice-presidente Al Gore.

Liberdade em risco

Este foi o salto decisivo para a expansão da rede, que se ampliou graças a servidores gigantes como Google e Yahoo!, que auxiliaram as pessoas a encontrar conteúdos de seu interesse. A revolução da internet alterou o funcionamento de diversos setores, como a música e cinema, graças à possibilidade de download gratuito de conteúdo.

Entretanto, esta liberdade estaria ameaçada, segundo especialistas do setor. Limitações e cerceamento da liberdade de expressão, por exemplo, como em casos de críticas a governos, que acontecem com alguma frequência, são algumas das principais ameaças.

O bloqueio de páginas e conteúdos, e até mesmo uma fragmentação da velocidade de conexão, limitando assim a capacidade de compartilhamento de dados, são algumas armas que podem ser utilizados por regimes autoritários e até mesmo em governos democráticos. Além disso, os especialistas consideram que a internet ainda não é realmente “mundial”, e que só foi andado metade do caminho até que o acesso seja universalizado.