Publicado em: terça-feira, 12/08/2014

Daniel Oliveira e Sophie Charlotte arriscam palpites sobre quem matou Bruno Ferraz em “O Rebu”

Daniel Oliveira e Sophie Charlotte arriscam palpites sobre quem matou Bruno Ferraz em “O Rebu”Da trama à vida real, Daniel Oliveira e Sophie Charlotte são casal em “O Rebu” e assim também é na vida real. Duda, interpretada por Sophie, é uma das suspeitas de ter matado Bruno Ferraz (Daniel Oliveira).

Um site de notícias conversou com o casal no Festival de Gramado, em que Oliveira faz a divulgação de “A Estrada”, de Vicente Ferraz, eles foram questionados com a pergunta que não quer calar: Quem matou Bruno Ferraz? Essa mesma pergunta também foi feita há outros atores em uma outra ocasião, entre eles Cauã Reymond, Juliana Paiva e Fabrício Oliveira, que apostaram em Duda como a culpada pela morte de Bruno.

Já a própria Sophie pareceu ainda ter suas dúvidas quanto à isso. Ela afirma que tem sua sugestão e seu palpite, mas prefere deixar isso para o público. A atriz conta que eles não sabem quem é o assassino porque as gravações da novela ainda não chegaram ao fim, mas mesmo assim não quer deixar no ar a ideia de quem pode ter sido.

Completa dizendo que as pessoas precisam continuar torcendo e tirando suas próprias conclusões a cada capítulo, com isso, sente que todos estão escrevendo a história juntos, sem saber o desfecho que terá.

Possibilidades

A opinião do namorado – o assassinado na trama – é pontual, ele acredita que tenha sido Duda, porque o final promete ser surpreendente. Por esse motivo, se realmente foi Duda, será como uma “traição louca”. Arrisca outro palpite, dizendo que na verdade podem ter sido duas pessoas, Duda e Angela (Patrícia Pillar), segundo ele, se isso realmente acontecer será interessante.

Sem medo de palpitar e criando outras possibilidades, o ator completou dizendo que também pode ter sido Lidia (Bel Kovarick), acreditando que ela pode ter feito isso para tentar livrar o Braga, ou para incriminá-lo. Finaliza afirmando que, em “O Rebu” tudo pode acontecer.