Publicado em: segunda-feira, 23/03/2015

Dana White critica erro de juiz

O presidente do Ultimate Figth Championship (UFC), Dana White, não está nada satisfeito com o desempenho do árbitro da luta do último final de semana, no UFC Rio 6 no último sábado, quando o juiz Eduardo Herdy cometeu um erro muito grosseiro em sua arbitragem. O presidente do UFC usou ser perfil no Twitter para criticar a conduta do árbitro. O problema ocorreu no momento em que o lutador Leandro Buscapé realizou o movimento de guilhotina, pegando o adversário Dober pelo pescoço. O juiz interrompeu a luta neste momento, afirmando que o americano chegou a ficar inconsciente com o golpe, quando na verdade ele estava bem e tentando se desvencilhar do golpe de Buscapé.

Depois de uma conversa rápida entre o juiz e o lutador, ainda com o americano tentando se desvencilhar do brasileiro, Dorby disse que não tinha apagado, mas o juiz ainda assim decretou o fim do embate e foi vaiado fortemente pelo público que acompanhava a luta no Maracanãzinho. No Twitter, Dana White escreveu que o juiz em questão era um garoto que jamais deveria pode arbitrar uma luta de MMA novamente. Depois do fim da luta, Dana ainda se pronunciou outras vezes sobre o assunto, afirmando que o erro do juiz seria o maior da história. Para Dana, a luta em questão deveria ter sido declarada como no-contest, quando não há vencedor. A declaração foi dada mais tarde em entrevista para a Fox Sports Live.Dana White critica erro de juiz

Dana também falou sobre o erro em entrevista coletiva depois do evento, informando que Dober iria receber a bolsa como vencedor da luta. De acordo com o presidente do UFC, também seria solicitada a mudança do resultado para no-contest. Dober agradeceu a torcida pelo apoio que vinha recebendo após o combate, explicando que tinha chances de conseguir escapar do golpe do adversário brasileiro. Dober ainda disse na entrevista que sua experiência no jiu jitsu era a garantia de que ele conseguiria sair do golpe, afirmando também estar pronto para revanche. Dober também lembrou que é fácil lidar quando o juiz determina o fim da luta com um motivo claro, mas quando a luta acaba sem motivo, é mais difícil aceitar a situação.

Buscapé também se pronunciou e afirmou que viu Dober apagar durante o golpe e que seguiu as instruções do juiz, que é quem manda no octógono. Dober tem agora 15 dias para recorrer a Comissão Atlética Brasileira pelo resultado do embate.