Publicado em: quinta-feira, 17/01/2013

Dado terá que pagar R$40 mil à camareira

Dado terá que pagar R$40 mil à camareiraDado Dolabella vai ter que pagar R$40 mil a Esmeralda de Souza Honório, camareira que o acusa de tê-la agredido durante uma briga com Luana Piovani, em 2008.

Em primeira instancia, Dado foi considerado inocente pela juíza, que baseou-se no ditado popular “briga de marido e mulher ninguém mete a colher”.

Porém, a 11ª Câmara Cível do Rio não se convenceu do argumento e os advogados de defesa do ator estão entrando com um novo recurso.

Para a defesa, a camameira está querendo o enriquecimento ilícito, pois se deixou ser empurrada e se machucou para ganhar este valor em dinheiro. Em acordo, dado teria oferecido R$5 mil a Esmeralda, mas ela preferiu recorrer e obteve ganho de causa.

Briga
A agressão a Luana Piovani em que Esmeralda esteve envolvida aconteceu em outubro de 2008, na boate 00, no Rio de Janeiro. A atriz comemorava a estreia de uma peça quando os dois começaram a discutir.

Luana diz que levou um tapa no rosto e caiu no chão, quando Esmeralda foi tentar ajudar a atriz se levantar também foi empurrada por Dado. Por causa da queda, a camareira machucou os punhos e precisou imobilizar os braços.

O ator nega todas as acusações, mas no dia seguinte, ambas prestaram queixa na delegacia por lesão corporal e contaram com o registro das câmeras de segurança do local para provar a versão que contavam dos fatos.

Na época, a atriz foi enquadrada na Lei Maria da Penha e Dado ficou preso por 24 horas.