Publicado em: quarta-feira, 03/07/2013

Cuca justifica mudanças comuns e brinca que seria decapitado se separasse quarteto de ataque

Cuca justifica mudanças comuns e brinca que seria decapitado se separasse quarteto de ataqueO Atlético-MG vai ter três desfalques contra o Newell’s Old Boys da Argentina, durante partida que ocorre nesta quarta-feira (3), a partir das 21h50m (no horário de Brasília), mas isto não é novidade. Réver foi suspenso, já Leandro Donizete e Leonardo Silva estão no departamento médico. Devido a isso, Cuca irá fazer alterações rotineiras para que conserve o esquema tático que está dando certo dentro da Copa Libertadores da América.

O técnico, porém realizou um exercício com imaginação para que exemplificasse que estes desfalques não serão nenhum problema para a equipe. Cuca chamou jornalistas que estavam na coletiva para que pensassem todos os atletas que estão a disposição. Após, afirmou que realizou mudanças básicas, pois não tinha outra alternativa, a não ser manter o mesmo esquema.

Ele disse durante o exercício sobre como ser treinador. Cuca falou que chegaram na Argentina com o Ronaldinho, Bernard, Tardelli e Jô, além de dois volantes compostos em uma linha com quatro. E nessa hora eles tem um jogo bastante afunilado e alteram a fórmula da equipe, colocando um volante a mais no time. Para fazer isso, o treinador lembra que iriam ter que tirar um dos quatro da equipe e fez uma brincadeira sobre o que ocorreria se tirassem o Bernard, ou Jô, Tardelli, ou o Ronaldinho, ele afirma que seriam decapitados.

Com esta explicação, o técnico falou que conta com um pacto junto aos atletas para que as ausências possam ser diminuídas. Cuca aponta que os jogadores do Galo vão ter que passar pela linha da bola. E diz que eles estão com isso como um compromisso e caso deixe os volantes sozinhos, vão ser uma presa muito vulnerável para os adversários, agora se a equipe passar da linha da bola, como eles tem feito, ele afirma que vão ter força também no ataque.