Publicado em: terça-feira, 01/04/2014

Cromossomo artificial de levedura é desenvolvido pela primeira vez por cientistas

Cromossomo artificial de levedura é desenvolvido pela primeira vez por cientistasUm estudo publicado pela edição impressa da revista Science, mostra que o avanço no campo emergente da Biologia Sintética, cientistas foram capazes de produzir um cromossomo artificial de levedura, a partir disso, será permitido a criação de novos fármacos, nutrientes e biocombustíveis. Até então, os cientistas só teriam conseguido fabricar cromossomos de bactérias ou de DNA viral, que possuem estruturas simples, contudo, nessa nova pesquisa, foi preciso sete anos para que uma equipe internacional conseguisse formular este genoma e unir o total de 273.871 pares de bases de DNA de levedura, esse número é bem menor que seu normal, que possui 316.667.

De acordo com os pesquisadores, eles chegaram a fazer diversas alterações na base genética desse cromossomo, assim como a retirada de porções de excesso para o crescimento e evolução do cromossomo. Segundo o diretor do Instituto de Sistemas Genéticos Centro Médico Langone da Universidade de Nova York, Jef Boeke, a pesquisa tornou realidade a teoria da Biologia Sintética. Ele também acredita que, esses trabalhos representam o maior passo de um esforço internacional para construir o genoma completo de levedura sintética.

Bons resultados

O cromossomo eucariótico – é uma estrutura que contém os genes no núcleo das células de todos os vegetais e animais -, teve mudanças sem antes deixar referencias, depois se uniu as células vivas de levedura da cerveja. Contudo, as últimas agem de maneira rotineira, não possuem novas propriedades que a própria levedura natural não tenha, afirmam os pesquisadores. “Fizemos mais de 50 mil mudanças no código DNA do cromossomo, e nossa levedura está viva, o que é notável”, diz Boeke, empolgado com os resultados obtidos. Com isso, as leveduras artificiais, também poderão ser usadas para o desenvolvimento de biocombustíveis de forma mais rápida e com maior eficácia.