Publicado em: sábado, 22/03/2014

Crise No Rj: Ataques A Upps Continuam, E Governo Vai Pedir Intervenção Federal

Crise No Rj: Ataques A Upps Continuam, E Governo Vai Pedir Intervenção FederalNesta Sexta-Feira (21) O Governador Do Estado Do Rio De Janeiro, Sérgio Cabral (Pmdb), Vai Entrar Com Um Pedido De Apoio Das Forças Federais Junto À Presidente Dilma Rousseff, Para Tentar Conter Os Sequenciais Ataques Contra As Unidades De Polícia Pacificadora (Upp) Nas Favelas Da Região Da Capital.

A Última Onda De Ações Criminosas Levou Medo Aos Moradores E Comerciantes, E Resultou Em Pelo Menos Três Policiais Feridos. Os Atentados Aconteceram Na Noite Da Última Quinta-Feira (20) Em Três Áreas Com Upps Na Zona Norte Do Rio De Janeiro. A Informação É Que Traficantes Da Região, Que Resistem Ao Avanço Das Forças Policiais, Teriam Realizado Um Ataque A Tiros Contra Bases De Apoio Das Unidades.

Por Conta Dos Tiroteios, As Ruas Do Complexo De Manguinhos Tiveram A Rede De Iluminação Danificada. Estima-Se Que Três Policiais Foram Baleados. O Governador, Em Decorrência Dos Fatos, Convocou Uma Reunião De Emergência No Gabinete De Crise. Segundo Ele, A Expectativa Com O Apoio Federal É De Uma Resposta Mais Contundente Às Investidas Dos Criminosos. Sérgio Cabral Viaja Até Brasília, Onde Vai Ter Com A Presidente Dilma E Alguns Ministros Na Busca Pelo Apoio.

Governo Muda De Discurso

Diversos Ataques Têm Sido Registrados Em Regiões Com Unidades De Polícia Pacificadora, E Por Vários Dias O Governo Estadual Insistiu No Discurso De Que A Situação Estava Sob Controle, E Que Não Havia Crise Na Área Da Segurança Pública. Dentre Estes Incidentes, O Que Mais Chocou A População E A Opinião Pública Foi Uma Emboscada Que Resultou Na Morte De Um Sub-Comandante Da Upp Da Penha, Alvejado Com Um Tiro De Fuzil Na Cabeça Durante Confronto Com Traficantes. Ele Foi O Quarto Policial Morto Em 2014 Apenas Nos Complexos Do Alemão E Da Penha.