Publicado em: quinta-feira, 27/02/2014

Crise financeira faz com que o governo do PR, reduza a quantidade de ração para cães da PM

Governo do PR reduz a quantidade de ração para cães da PMNa semana passada, o governo do Paraná deu ordens para que racionassem a quantidade de ração dada aos cães da Polícia Militar, por conta do orçamento. Foi feito um comunicado dentro da PM para que seja dado ao cão, até 400g de ração por dia e levem eles para ações policiais, somente em casos de extrema importância. Antes, a média de ração que se dava aos cachorros eram em 500g. Esta restrição é válida até a próxima compra de ração para os cães, segundo uma nota que a PM divulgou, dizia que: consoante o contexto geral de austeridade fiscal do governo.

Essas restrições não começaram agora, desde o ano passado, o governo do Beto Richa (PSDB), passou a fazer reajustes e cortes no orçamento, com a finalidade de pagar dívidas. Richa diz que essas pendências só surgiram depois do Estado gastar em obras que precisaram ser financiadas por empréstimos internacionais, mas estão aguardando a liberação pelo tesouro Nacional desde 2012. Ontem, segunda-feira (24), o governador se pronunciou e disse que esta medida de planejamento foi anunciada, mas somente depois da divulgação da imprensa. A Secretaria de Segurança Pública também informou que já mandou fazer uma compra de R$7mil em ração para os cachorros essa semana, e a licitação disto sai em março.

Desmentindo que cães estariam passando fome

Beto Richa também fez uma declaração sobre o assunto no microblog Twitter, desmentindo a história que os cães estariam passando fome. Ele ainda diz que além destas medidas, também está preparando uma política de proteção a cães e gatos, dizendo que sempre prezou pela proteção desses animais. A sociedade Protetora dos Animais, informou ontem também que os cães são alimentados com ração de primeira qualidade, tem acompanhamento médico e atendimento emergencial disponível.