Publicado em: sábado, 28/07/2012

Criança de 11 anos morre após ser atingida por bala perdida no Rio de Janeiro

Criança de 11 anos morre após ser atingida por bala perdida no Rio de JaneiroA menina de 11 anos que foi atingida por uma bala perdida na última sexta-feira, 27 de julho, no morro da Quitanda, localizado na zona norte do Rio de Janeiro, morreu durante a noite. Bruna da Silva Ribeiro estava internada no Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, que fica na mesma região, não resistiu aos ferimentos.

Bruna foi atingida quando policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) trocaram tiros com traficantes. De acordo com as informações fornecidas pela polícia militar, a menina teria se assustado com os disparos, saído de perto da mãe e foi atingida enquanto atravessava a rua.

A criança chegou a ser socorrida pelos policiais. Num primeiro momento, Bruna foi levada para uma Unidade de Pronto-Atendimento e depois foi encaminhada para o Hospital Carlos Chagas. Ela teve uma parada cardíaca, que foi revertida. E depois passou por uma cirurgia de quatro horas de duração, além de ter recebido uma transfusão de sangue. Apesar dos esforços da equipe médica que a atendeu, Bruna não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na noite de sexta-feira.

A troca de tiros entre os policiais e os traficantes começou depois que os soldados do Bope fizeram a prisão de duas pessoas suspeitas que foram encontradas com um radiotransmissor e uma pistola. Depois que Bruna foi baleada, os moradores do local fizeram um protesto na estrada de Botafogo.

Na ocasião, os manifestantes colocaram fogo nos pneus e fizeram com que cinco ônibus ficassem parados atravessados na pista para impedir a passagem de veículos. Ainda não se sabe de onde partiu o tiro que matou a criança. O Bope vai abrir um processo administrativo para que o caso possa ser apurado.