Publicado em: quinta-feira, 24/02/2011

Criador do Wikileaks, Julian Assange, será extraditado

A Justiça da Grã-bretanha aceitou, na quinta-feira (24), o pedido de extradição de Julian Assange, criador do site Wikileaks, para a Suécia.

Assange é acusado, na Suécia de ter cometido crimes sexuais, e o juiz, responsável pela autorização da extradição alega que o mandado de prisão internacional, emitido pelas autoridades suecas, pode ser aceito na Inglaterra.

Os advogados de Assange informaram que irão recorrer da decisão. Eles entendem que o pedido de prisão contém várias irregularidades, além de, acreditam os advogados, ter motivações políticas para que ele seja julgado na Suécia.

Assange é criador do site Wikileaks que tornou público documentos e correspondências secretas de governos de países como Estados Unidos, inglaterra, e até mesmo Brasil. O crime sexual cometido por Assange teria sido manter relações sexuais sem preservativo, algo considerado ilegal no país.