Publicado em: terça-feira, 05/11/2013

Cresce o número de violência sexual no Brasil

Cresce o número de violência sexual no BrasilOs dados sobre estupros anotados no Brasil no ano passado foram superiores ao de homicídios dolosos, crime de ordem intencional, de acordo com informações da 7ª publicação do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O documento é produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que se fundamenta em dados do IBGE e do Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública (Sinesp), administrado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, em parceria com o Ministério da Justiça.

Conforme o Anuário, o Brasil apontou 50.617 casos de violência sexual ano passado, o que se equipara a 26,1 estupros por aglomerado de 100 mil moradores. Um progresso de 18,17% em comparação a 2011, cuja incidência foi de 22,1 por categoria de 100 mil. O dígito de assassinatos dolosos indicados ano passado era de 47.136.

Os estados que ficaram a frente deste tipo de violência foram; Roraima com 52,2%, Rondônia 49% e Santa Catarina 45,8%. Contudo, o Fórum adverte que esses três estados são no convocado grupo 2de qualidade de ciência, o que constitui que os identificadores de ocorrência podem ser ainda mais agravantes.

O levantamento separa os estados em quatro categorias de conhecimento, segundo a confiabilidade dos subsídios corroborados. Os estados da categoria 1 têm elevada característica de informações e atestaram o Sinesp com elementos apropriados, conforme disse o Fórum. Os do grupo 2 completaram suficientemente o Sinesp, mas não têm dados com altivo grau de competência. Agora os estados do grupo 3, são aqueles oferecem qualidade de elementos, mas não atestam perfeitamente o Sinesp. Os do bando 4 têm pequena qualidade de conhecimentos e também não incidem informações corretas para o Sinesp.

Dos estados inclusos no grupo 1 os que exibiram superiores incidência de estupro por 100 mil habitantes foram Rio Grande do Sul, Mato grosso do Sul e Mato Grosso, com 43,5%, 40,6% e 38,6% respectivamente. Os estados que anotaram menores taxas de estupro por 100 mil habitantes no ano passado foram; Paraíba com 8,8%, Rio Grande do Norte 9,9% e Minas Gerais 10,1%%.