Publicado em: sábado, 27/07/2013

Corpo de Dominguinhos é enterrado no Recife

Corpo de Dominguinhos é enterrado no RecifeO corpo do cantor Dominguinhos foi enterrado na tarde da última quinta feira (25), em Pernambuco, no Recife, no Cemitério Morada da Paz, sob uma intensa salva de tiros, chuva de pétalas e muitos aplausos da população que acompanhava a celebração. O compositor Dominguinhos faleceu na última terça, depois de enfrentar complicações cardíacas e infecciosas, com 72 anos.

Ele já estava internada no Hospital Sírio Libanês, na capital paulista, lutando há cerca de seis anos contra um câncer no pulmão, realizando várias sessões de quimioterapia constantes, que o fragilizavam intensamente. O cortejo foi acompanhado por centenas de fãs e contou até com a presença da cantora Elba Ramalho. O caixão com o corpo do cantor foi levado em cortejo da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) até o Cemitério Morada da Paz. O trajeto todo durou cerca de duas horas e foi realizado em um caminhão do corpo de bombeiros.

A música de Luiz Gonzaga, O Forró no Escuro, foi cantada repetidas vezes pelo grupo de fãs que acompanhava o cortejo. A letra trazia o verso: o candeeiro se apagou, o sanfoneiro cochilou, a sanfona não parou. A canção Asa Branca, também de Luiz Gonzaga, foi cantada por Elba Ramalho durante o velório de Dominguinhos. Além de Elba, celebridades como Israel Filho, Genival Lacerda, Nando Cordel, Cristina Amaral, Cezzinha, Alcimar Monteiro e Geraldo Azevedo estiveram presentes prestando uma homenagem ao falecido sanfoneiro.

Antes disso, amigos e fãs do cantor Dominguinhos prestaram homenagens ao artista durante o velório na Alepe, em Recife. Vários sucessos dos músicos foram executados por sanfoneiros, seguido por uma missa de 40 minutos rezada em memória do cantor e compositor. Desde as três horas da manhã, um grupo de fãs estava na entrada da Alepe aguardando a abertura do local para acompanhar o velório. Foi decretado luto oficial de três dias em Pernambuco por conta da morte do artista.