Publicado em: quarta-feira, 07/03/2012

Corpo de brasileiro morto no Chile chega amanhã no país

O corpo de Felipe Santos, de 28 anos, deve chegar a Brasília até a noite desta quinta-feira (8), de acordo com informações dadas pela família do rapaz. Felipe morreu ao escorregar enquanto subia o vulcão Villarrica, no Chile. Uma cerimônia de despedida deve ser realizada na sexta-feira em uma das capelas do Cemitério Campo da Esperança, também em Brasília. O corpo do jovem será cremado.

O jovem engenheiro desapareceu na quinta-feira (1º) depois que escorregou e caiu em uma fenda localizada na região do vulcão chileno Villarrica, a 800 quilômetros ao sul de Santiago. Os pais do rapaz acompanharam os trabalhos de busca pelo filho, e o corpo do engenheiro foi encontrado na manhã de sábado (3). A polícia do Chile está investigando para verificar se aconteceu um descuido de Felipe ou negligência dos guias locais.

Guias afirmam que turistas usavam equipamento

A agência de turismo responsável pela viagem garante que segue todas as regras de segurança impostas. De acordo com os guias do passeio, todos os turistas utilizavam o equipamento de proteção básico, como grampões (destindos a fixar as botas na neve), capacetes e uma ferramenta para escolar a montanha e frear durante a descida.

De acordo com a associação de guias, o rapaz escorregou, se assustou e, consequentemente, não fincou o piolet, o que fez com que ele caísse na fenda. Os pais de Felipe moram em Brasília, onde o rapaz sempre morou e fez faculdade de engenharia. O jovem trabalhava na Petrobrás em Macaé, Rio de Janeiro. Os pais afirmam que Felipe era apaixonado por aventura e a escalada no vulcão era seu objetivo de férias.