Publicado em: segunda-feira, 05/09/2011

Corpo de arquiteto morto no Rio é enterrado nesta segunda-feira

O arquiteto que Rômulo Castro Ramos Tavares, de 33 anos, que foi morto em uma tentativa de assalto no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, foi enterrado no início da tarde desta segunda-feira (05) no cemitério Memorial do Carmo, no bairro do Caju. Rômulo foi morto, depois de ser baleado na barriga durante a manhã do último sábado (03) enquanto estacionava seu carro em frente ao prédio onde morava na Rua Prudente de Moraes, em Ipanema. Um dos pontos mais endereços mais movimentados da zona sul.

Segundo o porteiro do prédio, dois homens em uma moto foram vistos praticando o crime. O criminoso que rendeu o arquiteto usava um capacete, de acordo com os relatos colhidos pela policia, o comparsa permaneceu sobre a moto durante o crime e também estava com o rosto coberto. Os dois criminosos conseguiram fugir. A polícia que investiga o caso, já solicitou às imagens que foram captadas pelas câmeras de segurança dos prédios que ficam próximos do local do crime.

O delegado responsável pelo caso informou que embora a suspeita seja que o arquiteto tenha sido vítima de uma tentativa de assalto, ainda existem outras hipóteses para justificar o crime que ainda não foram descartadas e estão sendo investigadas. O delegado disse que apesar do tiro que atingiu Rômulo, nenhum pertence dele foi roubado durante o crime.

Existem relatos de testemunhas que afirmam ter visto Rômulo acompanhado de um homem no banco do carona e que teria saído do veículo e atirado na vítima.