Publicado em: sexta-feira, 07/02/2014

Corinthians perde quarta partida em sequência

Corinthians perde quarta partida em sequênciaNa noite desta quarta-feira, 5 de fevereiro, o Corinthians entrou em campo para tentar afastar a má fase. O adversário da vez foi o Bragantino, que vinha de três vitórias e duas derrotas na competição. Com o retorno ao Pacaembu, o Timão esperava finalmente conseguir uma vitória e, pelo menos, começar a afastar a crise que ronda a equipe nos últimos dias.

A situação, no entanto, piorou. Com a derrota por 2 a 0, o Corinthians sofreu seu quarto revés seguido na competição e, se o Ituano não perder para o Oeste nesta sexta-feira, o Timão irá para a zona de rebaixamento do Paulistão.

Restrospecto

O Corinthians não perdia quatro jogos seguidos desde 2007. Nesta temporada, além do Bragantino, o Timão foi derrotado também por Ponte Preta, Santos e São Bernardo. A última vez em que o Corinthians sofreu quatro derrotas seguidas foi exatamente o ano do rebaixamento no Brasileirão.

O clima na partida desta quarta-feira já começou pesado. Antes mesmo do apito inicial, já era possível perceber o desânimo dos atletas e a apatia de alguns torcedores, um claro resquício da invasão ao CT da equipe no último sábado. As torcidas organizadas do Corinthians, conhecidas pela grande festa feita no início dos jogos, ficaram sentadas, como forma de protesto.

O jogo

No Pacaembu, era possível ver muitos espaços vazios nas arquibancadas, o que havia se tornado raro na história recente do clube. Sentados e em silêncio, os torcedores organizados tentaram, a certa altura do jogo, impedir que a torcida “comum” apoiasse a equipe. Como resultado, as arquibancadas do Pacaembu tiveram desentendimentos entre torcedores da mesma equipe e repressão policial.

O Bragantino, que não tinha nada a ver com o momento ruim do adversário, partiu para o ataque. Aos 26 minutos do primeiro tempo, Geandro cruzou pela direta e o jovem zagueiro Felipe, ao tentar afastar a bola, acabou marcando um gol contra. Sete minutos depois, Romarinho quase conseguiu o empate. Guerrero também tentou algumas jogadas incisivas, sem sucesso.

Ainda no primeiro tempo, Tássio invadiu a área alvinegra pela linha de fundo e chutou completamente sem ângulo. A bola bateu em Felipe, na trave e dentro do gol. No rebote, o próprio Tássio mandou a bola para o fundo das redes, de cabeça. Os auxiliares não tinham validado o gol no primeiro lance, mas Tássio teve a felicidade de finalizar uma segunda vez, mandando embora qualquer possibilidade de polêmica no lance.

Reclamações

O Corinthians, como era de se esperar, voltou tenso para a etapa final. Devido às constantes reclamações, Mano Menezes foi advertido pelo árbitro. O Corinthians, completamente sem reação, tinha chances raras de diminuir a vantagem adversária. O Bragantino, que parecia ser o time grande em campo, conseguiu administrar tranquilamente a partida em seus minutos finais, mesmo com um jogador a menos – Francesco foi expulso aos 27 minutos, após falta em Sheik.

No final, o único aplaudido em campo, no lado do Corinthians, foi o garoto Zé Paulo, recém-promovido das categorias de base. O Corinthians volta a campo no domingo, contra o Mogi Mirim.