Publicado em: sexta-feira, 04/05/2012

Corinthians chama árbitro de ‘serial killer’

A direção do Corinthians prossegue com as reclamações contra o árbitro da partida com o Emelec, na última quarta-feira (02), pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. O presidente do clube, Mario Gobbi voltou a fazer duras críticas à arbitragem.

Nas palavras do dirigente corintiano, José Buitrago, árbitro da partida, agiu como ‘serial killer’ (assassino em série) durante o duelo em Guayaquil. Gobbi ainda disse que não espera que a Conmebol tome alguma providência em relação às reclamações.

Os jogadores corintianos também reclamaram da suposta hostilidade da torcida equatoriana. Alguns atletas relataram que durante o aquecimento nos vestiários o elenco foi alvo de um spray de pimenta, e copos de urina que teriam sido atirados quando a equipe estava em campo.

As reclamações do Corinthians com relação ao árbitro é baseada principalmente no número elevado de cartões recebidos, sete, ao todo, incluindo um vermelho para Jorge Henrique. O jogo de volta acontece na semana que vem, e uma vitória simples dá a classificação à equipe brasileira.