Publicado em: terça-feira, 04/12/2012

Coreia do Norte confirma local onde viviam unicórnios

Coreia do Norte confirma local onde viviam unicórniosA Coréia do Norte está sempre no topo das notícias mais lidas do mundo devido á característica das informações que sempre estão publicando. Desta vez não foi diferente. A polêmica gira em torno da nota que foi divulgada por jornalistas da agência nacional estatel do país, que afirmaram que os arqueólogos encontraram um sitio onde podem comprovar que unicórnios existiram e que viviam na região. Isso quer dizer que o país que é governado atualmente por Kim Joneg-Un foi o palco de umas das mais contempladas e famosos figuras mitológicas. As informações começaram a surgir no dia 1 de dezembro, quando jornalistas publicaram que os arqueólogos “reconfirmaram” que o local abriga os restos mortais do animal que pertencia ao rei Tongmyon. Ele foi o principal fundador do reino coreano de Koguyo. As informações apontam para uma toca no subsolo, onde está o cadáver,que fica no subsolo do tempo Pyongyang, na capital do país. Tudo indica que existam mesmo indícios da existência desse tipo de animal e na localização uma placa logo na entrada diz “Toca do Unicórnio”, e que foi gravada na época em que estava em vigor o reino de Koguryo, de 918 a 1392. A imprensa mundial estranhou tal notícia, já que o país não possui sistema de divulgação de conteúdo interno bem como não aceita pacificamente a utilização da internet de maneira aberta e sem limites. Essa semana Kim foi escolhido como o homem mais sexy do mundo, segundo “The Onion”, site satírico americano. Ele até ganhou uma galeria de fotos com 55 imagens só dele no jornal “Diário do Povo”, e a publicação não entendeu a piada feita pelo site. Esta não é a primeira vez que notícias mundiais são modificadas antes de serem transmitidas aos moradores do país, que muitas vezes não tem noção de como os fatos realmente se deram.