Publicado em: sexta-feira, 16/03/2012

Coreia anuncia lançamento de foguete e EUA entende como provocação

Nesta sexta-feira (16) a Coreia do Norte violou uma determinação do Conselho de Segurança das Nações Unidas, feita em 2009, e anunciou que irá lançar no espaço em foguete a fim de colocar um satélite em órbita. O lançamento está marcado para acontecer entre os dias 12 e 16 do próximo mês, período em que, de acordo com a agência oficial da Coreia do Norte KCNA, o país irá comemorar o centenário de seu fundador, Kim II-Sung.

Ainda segundo informações da agência norte-coreana, o satélite Kwangmyongsong-3, que irá observar a Terra, será lançado pelo foguete Unha-3. De acordo com a KCNA, o satélite que será lançado é muito necessário para que o país se desenvolva economicamente, e também faz parte de uma séria de atividades pacíficas no espaço. Em abril de 2009, a Coreia do Norte deu um parecido argumento para poder lançar um satélite, o que não foi aprovado pela ONU.

Provocação

O governo norte-americano, por sua vez, acredita que o anuncio feito pela Coreia do Norte é uma “provocação”. Os Estados Unidos acreditam que o projeto é, na verdade, uma maneira de testar mísseis, que seriam uma grande ameaça para o mundo. A porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland, afirmou em um comunicado que a Coreia do Norte deve cumprir com suas obrigações internacionais.

Enquanto o governo japonês pediu para os norte-coreanos cancelarem o projeto, a Coreia do Sul concordou que o projeto um ato provocativo. O país solicitou que seu vizinho pare “imediatamente” e cumpra o que foi pedido pela ONU em prol da segurança mundial. O governo japonês afirmou que se tratando ou não se um míssil balístico, esta atitude está violando uma determinação já imposta.