Publicado em: terça-feira, 04/10/2011

Copa do Mundo pode ter bebida alcoólica

Após uma reunião com membros da Fifa, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, afirmou que a Copa do Mundo em 2014 deverá ter a venda de bebidas alcoólicas. De acordo com o integrante do governo federal, não há uma lei no país que proíba a comercialização de bebidas em jogos de futebol.

Orlando Silva explicou que o veto da comercialização de álcool nos estádios é uma regularização da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e seu regulamento de competições. O Estatuto do Torcedor não faz nenhuma menção clara a bebidas alcoólicas.

A Inbev, multinacional responsável pela fabricação de cervejas como Budweiser, Skol, Quilmes, entre outras, é um dos principais patrocinadores da Copa do Mundo, e a venda de bebidas era um dos temas em que havia discordância entre a Fifa e o governo brasileiro.

Na última segunda-feira (03) Orlando Silva, juntamente com a presidente Dilma Rousseff se reuniu com membros da Fifa, entre eles o secretário-geral Jerôme Valcke, na Bélgica, para debater alguns temas em que não há um acordo entre governo e a entidade. Além da venda de bebidas, outros assuntos foram abordados, como a meia entrada, proteção de marcas, entre outros.