Publicado em: quinta-feira, 05/07/2012

Copa do Brasil – Palmeiras e Coritiba iniciam decisão

Palmeiras e Coritiba iniciam nesta quinta-feira (05) a decisão da Copa do Brasil. As duas equipes fazem, a partir das 22 horas, na Arena Barueri, o primeiro jogo da decisão da competição nacional. De um lado, os paulitas querem conquistar pela segunda vez o troféu do mata-mata, já os paranaenses repetem o feito do ano passado, quando decidiram o título contra o Vasco, mas desta vez buscam sair campeões.

A decisão da Copa do Brasil é a oportunidade do Palmeiras por fim a um jejum de títulos nacionais que já dura mais de dez anos. A última vez que o alviverde do Palestra Itália disputou uma final de uma competição nacional foi em 2000, quando faturou a extinta Copa dos Campeões. De lá para cá, as únicas glórias foram uma Série B do Campeonato Brasileiro e um Campeonato Paulista.

Ciente do peso deste jejum de conquistas, o volante Marcos Assunção, principal nome do atual elenco palmeirense, admite que a final da Copa do Brasil é a sua partida mais importante pelo clube alviverde. O volante ressalta que sua equipe precisa construir uma vantagem no jogo de ida, para ir ao Couto Pereira na semana que vem em situação mais confortável. Na manhã desta quinta, no entanto, os palmeirenses tiveram uma péssima notícia: o artilheiro Barcos foi cortado por conta de uma apendicite.

Do outro lado, o Coritiba busca a sua primeira Copa do Brasil, e se apoia na edição do ano passado, quando também decidiu o título, para tentar triunfar. Os erros cometidos na final contra o Vasco, quando também fez o primeiro jogo fora de casa e perdeu por 1 a 0, servem de alerta para os paranaenses, que ressaltam a importância de marcar gols na casa do visitante.

Já a lembrança do último encontro com o Palmeiras na Copa do Brasil do ano passado serve como inspiração para os coxa-brancas. Nas quartas de final da competição de 2011 Coritiba e Palmeiras se encontraram na Copa do Brasil, e os paranaenses, embalados por uma histórica série invicta, aplicaram uma goleada de 6 a 0 no jogo de ida, no Couto Pereira, em um dos melhores momentos do Coritiba naquela temporada.