Publicado em: sábado, 07/07/2012

Copa do Brasil 2012 – Palmeiras rebate reclamações do Coritiba

O gerente de futebol de futebol do Palmeiras, Cesar Sampaio, rebateu as acusações da direção do Coritiba, sobre um possível favorecimento para a equipe paulista no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, na última quinta-feira (05), em Barueri.

Ao final do jogo em que foi derrotado por 2 a 0, o zagueiro Pereira insinuou um ‘complô’ favorável ao Palmeiras, pelo fato da montadora Kia ser o principal patrocinador do Palmeiras e também da própria Copa do Brasil. Cesar Sampaio discordou da afirmação do jogador do time paranaense, e afirmou que sua equipe não foi beneficiada, mas sim mais eficiente.

O dirigente palmeirense admitiu que o Coritiba teve mais chances durante o primeiro tempo na partida em Barueri, e disse que o Palmeiras soube aproveitar as poucas oportunidades que teve. Os paranaenses, por sua vez, discordam, afirmam que a vitória palmeirense foi construída em duas falhas da arbitragem, além de ter tido um pênalti não marcado.

O presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade afirmou que irá fazer uma reclamação formal contra o árbitro Wilton Pereira Sampaio junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ao final da partida o dirigente desabafou e disse que os erros cometidos na quinta fazem pensar desistir do futebol. O presidente coxa-branca ainda teria dito para ‘dar o título de uma vez’ ao Palmeiras.

As principais reclamações do Coritiba são o pênalti marcado no final do primeiro tempo, de Jonas sobre Betinho, após os dois trocarem puxões dentro da área, além de um pênalti não marcado sobre Tcheco no segundo tempo. O segundo gol anotado pelos palmeirenses, no segundo tempo, por Thiago Heleno, também seria irregular, pois o zagueiro do Palmeiras estaria impedido.