Publicado em: sexta-feira, 06/07/2012

Copa do Brasil 2012 – Palmeiras larga na frente em decisão

O Palmeiras não fez um primeiro tempo brilhante, pelo contrário, muitas vezes ficou bem perto de tomar gols, porém, acabou conseguindo uma importante vantagem na primeira partida da decisão da Copa do Brasil, ao vencer o Coritiba por 2 a 0, na noite da última quinta-feira (05).

Jogando na Arena Barueri, o time treinado por Luiz Felipe Scolari conseguiu mais uma vez sair de campo sem ter sido vazado, e agora vai com uma vantagem relativamente confortável para o segundo jogo da decisão. Para ser campeão, o Palmeiras agora pode até perder por um gol de diferença fora de casa, que ainda assim levantará a taça.

Na partida de quinta-feira, o alviverde do Palestra Itália no entanto não começou bem. O primeiro tempo se desenhou de forma bastante negativa aos paulistas, que praticamente não chegava à meta de Vanderlei. O Coritiba, por sua vez, teve pelo menos três grandes chances de abrir o placar mas acabou desperdiçando.

Aos 45 primeira etapa, no entanto, o time de Felipão conseguiu abrir o placar em um lance polêmico. O árbitro Wilson Sampaio viu pênalti de Jonas em Betinho, e Valdivia confirmou a cobrança. Na comemoração o meia chileno homenageou o atacante Barcos, cortado do confronto horas antes, por conta de uma apendicite. A marcação gerou muitas reclamações do time paranaense, que já vinha questionando Wilson por supostos erros em outros lances.

No segundo tempo, com menos ímpeto, o Coritiba tentou o empate, mas foi o Palmeiras quem marcou de novo. Na já conhecida jogada aérea de Marcos Assunção, Thiago Heleno, de cabeça, ampliou. A situação palmeirense poderia ficar ainda mais tranquila se não fossem dois lances. O primeiro a expulsão de Valdívia, após receber o segundo amarelo, e o segundo foi um gol que Maikon Leite perdeu, em um contra-ataque, após driblar Vanderlei.

Na próxima quarta-feira (11) acontece o jogo de volta, no Couto Pereira, em Curitiba. Para ser campeão, o Coritiba precisa vencer por pelo menos três gols de diferença. Caso reverta os 2 a 0, a decisão irá para os pênaltis. Qualquer outra combinação de resultado dá o título para os palmeirenses, que já levantaram a Copa do Brasil em 1998.