Publicado em: sexta-feira, 14/06/2013

Copa das Confederações sem sinal de celular completo

Copa das Confederações sem sinal de celular completoDe acordo com as operadoras a culpa da disponibilização de sinal foi a demora do acordo com as arenas.

Nenhum de todos os seis estádios que sediarão a Copa das Confederações terá 100% em cobertura de sinal de voz e nem de dados, que seria internet e o sistema que incluía o 4G até o dia 15 de junho, este sábado próximo, quando se iniciam os jogos da competição, de acordo com Eduardo Levy, diretor-executivo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil).

De qualquer forma, o investimento total previsto pelas operadoras de telefonia celular, para dar cobertura dentro das arenas, é de 110 milhões de reais. O serviço so funcionara esta semana em parte de estádios da Copa.

Levy afirma que as operadoras não têm culpa e não puderam contar com o tempo necessário para instalar toda a estrutura necessária para a nova tecnologia do serviço., devido a demora do acordo entre os administradores dos estádios e as operadoras em definir espaço para a instalação dos equipamentos. O diretor-executivo do Sinditelebrasil, explicou que o governo precisou interferir para que chegassem a um acordo.

Ainda de acordo com ele a estrutura que já foi instalada nestes estádios é o suficiente para serviços de voz e banda larga e vai “segurar a onda”.

As obras

A obra com maior avanço é no estádio de Brasília, com 85% do sistema já instalado. Em segundo está o Castelão, em Fortaleza, com 77% do sistema. Depois, Fonte Nova, em Savador, com 71% de instalação. Mineirão, em Belo Horizonte, 70% e Maracanã, no Rio de Janeiro com 68% concluído. Já o estádio mais atrasado é o de Recife, que está com apenas 57% da instalação do sistema concluída até agora.

Ao menos mais 120 dias seriam necessários para concluir estas instalações segundo Levy. Até agora temos 767 antenas instaladas das quase mil que são necessárias para garantir a cobertura completa definida pelo projeto dos estádios.