Publicado em: quinta-feira, 27/06/2013

Copa das Confederações – Espanha supera histórico da Itália e tem melhor zaga da competição

Copa das ConfederaçõesQuando se olha para a seleção espanhola, logo se pensa no ataque envolvente, que troca muitos passes, gols que surgem naturalmente. Já quando se pensa na esquadra italiana, já se vislumbra a ótima organização com uma defesa sólida, que conta com uma grande rigidez no setor tático. Porém nesta Copa das Confederações, talvez seja o momento de que os conceitos sejam revistos. Durante a partida desta quinta-feira (27), no Estádio do Castelão, na disputa que vale uma vaga para a final do torneio, é La Roja que tem que se orgulhar da alta blindagem da defesa. Já para a esquadra Azzurra, resta imitar o sistema da proteção para que tape o vazamento e deixe de sofrer gols.

A equipe italiana conta com a terceira pior defesa em toda a Copa das Confederações, e se for retirada da lista a seleção do Taiti, que é composta por amadores, seria ainda pior, atingindo a segunda pior defesa. A esquadra Azzurra, que sempre foi conhecida pela ótima defesa com nomes como Baresi, Maldini e Canavarro, já sofreu oito gols em 3 partidas, o que chega a ser mais que a soma de todos os demais semifinalistas da competição. A seleção italiana foi vazada em todas as partidas da primeira fase. Iniciou a competição com uma vitória por 2 a 1 frente o México e venceu o Japão por 4 a 3, além de uma derrota de 4 a 2 contra a seleção brasileira. As únicas equipes que sofreram mais gols foram o Japão e o Taiti.

Isto é algo diferente da seleção espanhola, em que os campeões do mundo sofreram apenas um gol, ainda na partida de estreia, quando vencera o Uruguai por 2 a 1 e vale a lembrança que foi com um gol de falta de Luís Suárez, após a partida ser quase totalmente dominada pela atual campeã do mundo. Já contra a equipe da Nigéria, a vitória por 3 a 0 não refletiu o que foi a partida, pois os africanos tiveram chances de chegar ao gol, mas não conseguiram marcar.