Publicado em: sábado, 17/03/2012

Copa 2014: Dilma deu garantias a Blatter

Após viver uma ‘crise diplomática’, Fifa e o governo brasileiro tentam costurar um acordo para que o andamento da Copa do Mundo de 2014. Na última sexta-feira (16) a presidente Dilma Rousseff e o mandatário da Fifa, Joseph Blatter se encontraram para debater as pendências a respeito do Mundial no Brasil.

Blatter teria recebido garantias de Dilma de que o país iria cumprir todos os prazos e teria assegurado que irá realizar normalmente a Copa do Mundo. Um dos temas que vem preocupando a Fifa é o atraso na aprovação da Lei Geral da Copa, ainda emperrada no Congresso.

A venda de bebidas alcoólicas é um dos pontos de divergência do texto entre os deputados, e uma exigência da Fifa. O ministro Aldo Rebelo também participou da reunião e o resultado final teria agrado ao dirigente suíço, que disse ‘confiar na presidente Dilma’.

A crise entre Fifa e governo brasileiro teve início com as declarações do secretário-geral Jérôme Valcke, que teria dito que o país precisaria receber ‘um chute no traseiro’ para acelerar a preparação para o Mundial, frase que desagradou ao governo, que pediu outro representante da Fifa para debater as questões da Copa.