Publicado em: sábado, 28/02/2015

Conta de luz fica mais cara na segunda-feira

Em média, na próxima segunda feira, deve ocorrer um aumento de quase 23,5% nas contas de luz em todo o Brasil. Este é o prazo para entrar em vigor a revisão extraordinária que foi aprovada pela Aneel, a Agência Nacional de Energia Elétrica, aprovada na tarde de ontem, sexta feira 27 de fevereiro. Para quem mora nas regiões Centro Oeste, Sudeste e Sul o aumento deve ser ainda maior, passando de 28% em média. O valor representa quase cinco vezes a mais do que a taxa aplicada para os consumidores das regiões Nordeste e Norte, que será de 5,5% em média.

A diferença acontece por conta da maior taxa de custos que os consumidores das três regiões mais caras precisam cobrir nesse período de revisão extraordinária. Em 2015, foi reajusta em 50% a energia gerada pela hidrelétrica de Itaipu, um reajuste que somente será repassado aos moradores destas três regiões. Em resumo, a Aneel permitiu o reajusto das tarifas de quase 60 distribuidoras de energia em todo o país. O reajuste será de quase 40% para os 1,2 milhão de consumidores da AES Sul, responsável pelo abastecimento de quase 120 cidades do Rio Grande do Sul.Conta de luz fica mais cara na segunda-feira

Entre as principais distribuidoras do país, o reajuste será maior na Copel, que atende o estado do Paraná, com aumento de 36,4%, da Eletropaulo, que abastece o estado de São Paulo, com quase 32% de aumento, e da Cemig, responsável pelo consumo de energia em Minas Gerais, com reajuste de quase 30%. Somente os clientes de quatro distribuidoras em todo o país não serão atingidos por esse reajuste extra da tarifa de luz autorizado pela Aneel.

São elas: a CEA, no Amapá, considerando que a empresa não solicitou à Aneel a revisão da tarifa. A amazonas Energia, CERR e Boa Vista estão livres de reajuste por estarem localizadas em regiões que não integram o SIN, Sistema Interligado Nacional, e não participam desse rateio de contas do setor de energia.