Publicado em: quarta-feira, 26/10/2011

Consumo exagerado de refrigerante pode desencadear comportamento mais agressivo

Estudo publicado na revista “Injury Prevention” defende que o alto consumo de refrigerantes não-dietéticos entre adolescentes pode estar associado ao comportamento mais agressivo deste público. A pesquisa foi publicada na edição da última segunda-feira (24). De acordo com os resultados do estudo, os adolescentes que tomam mais de cinco latas por semana estão mais propensos a portarem armas e cometer agressões, entre outras atitudes com esse tipo de caráter violento.

Para dar validade à pesquisa, foram entrevistados 1.878 adolescentes de 14 a 18 anos de 22 escolas públicas da cidade americana de Boston. O critério que divide o consumo em alto é baixo é a quantidade de latas de refrigerante tomadas por semana, sendo que aqueles que declararam consumir até quatro latas foram inseridos na categoria “baixo consumo”, enquanto a partir de cinco latas foi considerado “alto consumo”. Depois de fazerem esse rastreamento, um terço dos participantes ficou classificado como “alto consumo”.

Os pesquisadores também consideraram outros fatores que poderiam interferir na manifestação de agressividade do adolescente, como gênero, consumo de bebidas alcoólicas, consumo de tabaco e horas de sono. Ao final da pesquisa, os índices mostram que entre aquele de “baixo consumo” 23% portam armas.

Em contrapartida, os integrantes do “alto consumo” chegam a 43% que afirmaram portar armas. Quando questionados sobre comportamento violento, 15% dos que não bebem tanto refrigerante se mostraram agressivos, contra 27% daqueles que consomem mais refrigerante. A conclusão é que as chances aumentam a 9% e 15% de comportamento agressivo quando alguém é consumidor em grande quantidade de refrigerantes.