Publicado em: quarta-feira, 19/02/2014

Consumo de café no Brasil registra 1ª queda em 10 anos, aponta Abic

Consumo de café no Brasil registra queda em 10 anosSempre presente na mesa dos brasileiros, o consumo do café no país recuou pela primeira vez em dez anos. De acordo com o relatório divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), houve um decréscimo de 1,23% em 2013, comparado com o ano retrasado. Em 2013, foram consumidas 20,08 milhões de sacas do produto, contra 20,33 milhões registrados em 2012.

O consumo per capita também registrou queda, no ano passado o brasileiro tomou menos café. O consumo em 2012 foi de 4,98 kg de café torrado para 4,87 quilos (kg).

Membros da Abic justificam que a redução no consumo é um reflexo de que o Brasil tem buscado outras opções no café da manhã e optou por bebidas prontas para o consumo, como é o caso de sucos, achocolatados, chá, etc.

Segundo maior consumidor mundial de café e atrás apenas dos Estados Unidos, o Brasil é um dos maiores produtores mundiais, mas deixa a desejar em termos de consumo, o país figura entre o 8º lugar, ou seja, há pessoas que consomem muito mais café que as outras.

Líder absoluto nas vendas de bebidas para o café da manhã, o café vem perdendo concorrendo diretamente com outros produtos, cujo crescimento é acima de 20% ao ano, como por exemplo o suco pronto e as bebidas à base de soja, de acordo com estudos realizados pela Kantar Worldpanel.

O grande consumo do café ainda se mantém nas classes C e D, e mesmo neste segmento, houve um decréscimo no consumo. No entanto, a Abic espera que o crescimento do consumo seja de 3% a 4% em 2014, impulsionando o setor.

O que diminuiu também foram os preços do café, em 2013, o valor médio caiu de R$ 14,82 em janeiro 2013 para R$ 12,55 e uma queda de 15% nos cafés considerados tradicionais.