Publicado em: sexta-feira, 30/09/2011

Conrad Murray teria escondido drogas

O testemunho de um segurança de Michael Jackson foi realizado no terceiro dia do julgamento do médico Conrad Murray. O segurança Alberto Alvarez revelou que Murray pediu que ele o ajudasse a esconder e recolher frascos de remédios que estavam no quarto do cantor antes de ligarem para o serviço de emergência.

Alvarez afirmou que foi o primeiro a chegar ao quarto do músico e não questionou as ordens de Murray, pois acreditava que ele queria o melhor para Jackson. Ele disse que o médico recolheu os frascos e pediu que ele os colocasse dentro de uma sacola.

No terceiro dia de julgamento, também foi ouvida uma gravação, por telefone, para os serviços de emergência. Nela, o segurança Alvarez diz que o médico está massageando o peito de Michael Jackson, mas esse não está reagindo. O segurança narrou o fato antes de pedir imediatamente uma ambulância. A cozinheira do cantor também foi ouvida, e disse que o médico estava nervoso e gritava por ajuda.

Conrad Murray está sendo acusado por homicídio culposo, quando não já intenção de matar. A acusação quer provar que o médico foi negligente administrando os remédios de Jackson com altas doses e demorou a chamar serviços de emergência. A defesa de Murray afirma que foi o próprio Michael Jackson que tomou medicamentos em excesso.