Publicado em: sexta-feira, 14/06/2013

Conflito sírio já registrou 93 mil mortos

Conflito sírio já registrou 93 mil mortosO escritório de direitos humanos da Organização das Nações Unidas informou nesta quinta-feira, dia 13, que houve 93.000 mortes confirmadas no final de abril na Síria, mas o próprio escritório aponta que o número de mortes nos conflitos que já está no terceiro ano pode ser maior ainda.

Isso significa que desde julho cinco mil pessoas morreram a cada mês. O índice maior de violência desde o mês de novembro foi registrado nas regiões de Aleppo e Damasco. Navi Pillau, alta comissionaria de Direitos Humanos da ONU, afirma que o número alto de mortos mostra que o comportamento da população envolvida no conflito se deteriorou mais ainda no último ano.

O último relatório da ONU apontava que o índice de mortos era de 80 mil pessoas. O conflito iniciou como protestos feitos de forma pacífica contra o presidente Bashar al-Assad no mês de março de 2011, mas, alguns meses depois acabou se transformando em uma grande rebelião.

A contagem do número de pessoas mortas utiliza oito fontes diferentes, incluindo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, com sede na Grã-Bretanha, e o governo sírio. As mortes só entram para o índice quando se sabe a data da morte, local e nome da vítima.

Pillay diz ainda que além das mortes há casos comprovados de execuções de crianças e até famílias inteiras, inclusive de bebês, além de torturas – o que, junto com o número de mortos, mostra como este conflito se tornou tão terrível e cruel.