Publicado em: sexta-feira, 24/01/2014

Condenado do Mensalão, Delúbio Soares, arrecadou mais de R$ 30 mil no primeiro dia da ação

Delúbio Soares arrecadou mais de R$ 30 mil no primeiro dia da açãoDelúbio Soares, ex-tesoureiro do PT e acusado no mensalão, também criou um site para arrecadar dinheiro para conseguir pagar a multa que foi estipulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), seguindo o exemplo de José Genoíno. Ontem, Delúbio colocou no ar o site que pretende arrecadar os mais de R$ 460 mil que o petista deve pagar. Surpreendentemente, no primeiro dia da ação, Delúbio já arrecadou mais de R$ 30 mil, de acordo com informações do site.

Na página online há um texto que foi assinado pelos “Companheiros e Companheiras de Delúbio Soares”, além das informações de como fazer a doação, já que no site não tem ferramenta para pagamento. A página também publica as informações do político e os valores arrecadados.

No site, ainda há um texto de apresentação, afirmando que o julgamento do mensalão foi o processo judicial mais violento realizado nos últimos tempos, e que foi promovido por rivais, que perderam as eleições para Lula e para a atual presidente Dilma Rousseff.

Quem tiver interessado em fazer as doações basta entrar no site, lá a pessoa é indicada a fazer o depósito em uma conta poupança da Caixa Economica Federal, que está no nome de Delúbio. Assim como no site de Genoíno, o processo para realizar a doação é feito em 4 passos. O interessado deve fazer o depósito na conta, depois de identificado, o doador deve enviar o comprovante do depósito para o e-mail do site. O sistema online ainda informa que a doação deve ser incluída no imposto de renda, e que o doador ainda deve verificar as leis de tributação de doação que mudam de estado para estado.

O jeito de levantar o dinheiro para o pagamento das multas de Delúbio é bem parecido com a que a família do ex-deputado José Genoíno usou, que, em dez dias, conseguiu juntar mais de R$ 761 mil, ou seja, mais de R$ 94 mil a mais do que o necessário. Genoíno declarou que o valor a mais poderá ser repassado para os outros companheiros que também foram condenados.