Publicado em: terça-feira, 29/05/2012

Companhias aéreas Azul e Trip anunciam fusão

As empresas aéreas Azul e Trip anunciaram nesta segunda-feira (28) que irão se unir em uma só empresa. Com essa fusão, as empresas esperam faturar R$ 4,2 bilhões ainda em 2012, além de atender a quase cem cidades brasileiras.

Segundo informações dadas pelos executivos das companhias, o negócio não teve dinheiro e sim apenas a troca de ações das duas empresas. Elas serão as acionistas da holding que levará o nome de Azul Trip SA.

Pelo acordo firmado entre as duas empresas, a Trip ficará com 33% das ações na nova empresa, enquanto o restante ficará com a Azul. Até que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprove a junção das duas empresas, as companhias aéreas continuam operando independentemente.

A Trip informou que mesmo com essa fusão irá manter o acordo de compartilhar voos com a Tam. Além disso, a companhia também divulgou que comprou novamente os 20% da empresa que estavam com a Skywest, companhia aérea americana.

Mercado brasileiro

Enquanto as duas companhias aéreas anunciam fusão, as empresas que são líderes no mercado brasileiro Tam e Gol, registraram prejuízos e anunciaram que estão em marcha lenta quando o assunto é a expansão no número de assentos e rotas.

Tanto Trip quanto a Azul vem no caminho contrário das duas maiores do país e recentemente anunciaram a compra de novas aeronaves, assim como a abertura para mercados em regiões como o Nordeste, o Norte e o interior do estado de São Paulo. Isso acontece por causa das estratégias bem diferentes adotadas por essas empresas.

Enquanto a Tam reduziu em 1% a sua oferta de assentos em abril deste ano, quando comparado com o ano passado, e a estabilidade da Gol nesse quesito, empresas como Azul, Trip e Avianca aproveitaram para entrar nesse espaço deixado em aberto pelas grandes companhias.

Somente neste ano, a Avianca, por exemplo, ampliou em 100% a oferta de assentos em seus vôos. A Trip registrou o número de 61,5% e a Azul em 44,8% nesse quesito.