Publicado em: quinta-feira, 07/07/2011

Como identificar a depressão

A depressão é uma doença que atinge cerca de 121 milhões de pessoas no mundo inteiro, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Acredita-se que ela será a quarta causa global de incapacidade e deve ser a segunda até o ano de 2020. A depressão é uma doença que afeta a mente e o corpo do paciente, manifestando-se por sintomas emocionais e físicos. Ela poder ser caracterizada por sinais que interferem na habilidade de estudar, trabalhar, apreciar atividades que eram agradáveis, dormir e comer.

As causas da depressão são desconhecidas, porém a teoria neuroquímica é a mais aceita pela sociedade médica. Ela sugere que a doença é uma disfunção no sistema nervoso central causada pela diminuição dos neurotransmissores da serotonina e noradrenalina. O paciente é diagnostica como deprimido com a reunião de pelo menos cinco sintomas.

Os principais sintomas emocionais são: tristeza, ansiedade, angústia, desesperança,e estresse, culpa, indecisão, perde de interesse e da libido, dificuldade de raciocínio, baixa autoestima, ideação suicida e outros. Entre os sintomas físicos encontra-se: baixa energia, alteração do sono e do apetite, dores inexplicáveis (sem causa definida) pelo corpo, alterações psicomotoras, entre outras.

Ao desconfiar de um quadro depressivo, o paciente deve procurar um médico psiquiatra para fazer o diagnóstico e começar o tratamento da doença. A depressão é uma doença que não possui cura, apenas busca a remissão (melhora completa), sendo possível o indivíduo sofrer outros episódios. As principais causas da depressão são explicadas pelo fator genético, estresse crônico, histórico de qualquer tipo de abuso na infância e perdas parentais precoces.