Publicado em: quarta-feira, 21/01/2015

Comissão afirma que Jon Jones lutou sob efeito de drogas

A situação do lutador Jon Jones sobre a realização de sua última luta, um combate contra o adversário Daniel Cormier, vem sendo investigada, por conta do flagra que foi feito de Jones usando cocaína antes da luta. A Comissão Atlética de Las Vegas realizou uma série de testes com o lutador e sobre o dia do combate em questão e concluiu que Jones lutou limpo o combate do UFC 182. Os testes apresentaram resultados com ausência de indícios que confirmassem o uso de drogas ou qualquer outra substância ilícita, como por exemplo o abuso de esteroides.

Com o resultado da análise da comissão, foi confirmada a vitória do campeão dos meio pesados por pontos. O lutador, sua equipe técnica e os patrocinadores aguardavam com apreensão o resultado dos testes, que foram também divulgados pelo MMA Fighting. O medo tinha relação com o fato de que há menos de um mês, foram encontrados no organismo de Jones traços de cocaína. A sorte da comissão é que este exame em questão havia sido realizado fora do período de competições.Comissão afirma que Jon Jones lutou sob efeito de drogas

Uso de substâncias só pode gerar punição durante competições

A questão que salvou o lutador nesse caso é que o regulamento do MMA não prevê que o lutador sofra punições quando o exame é feito fora do período de lutas. O norte americano apenas foi sentenciado a pagar uma pesada multa, pelo UFC, mas não precisou lidar com nenhum prejuízo esportivo. A diferença é que os últimos exames, que foram feitos pela comissão e divulgados, é que eles ocorreram durante o período de competição, dentro de uma janela de 12 horas antes da luta prevista para o UFC 182. Jones ainda foi investigado por uma suspeita de esteroides, devido aos níveis de testosterona que foram encontrados em seu organismo.

Os exames realizados 12 horas antes da competição não indicou o uso de qualquer material ilícito. Jones está agora no aguardo apenas do resultado do embate entre Anthony Johnson e Alexander Gustafsson para descobrir quem será o seu próximo rival na competição UFC. A luta será disputada nesse final de semana, na Suécia, e pode ser definitiva para o dono do cinturão.