Publicado em: quinta-feira, 20/06/2013

Comercialização de material de construção cresce

Comercialização de material de construção cresceA Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), divulgou nesta quinta-feira, dia 20, que a venda de material de construção cresceu 3,1% em maio, em comparação com o mesmo período do ano passado. Assim, a associação apontou que este foi o terceiro resultado mensal consecutivo que apresentou resultado positivo utilizando esta base comparativa.

Com este resultado, no ano o avanço está acumulado em 4,4%, o que já alcança a expectativa de crescimento nas vendas destes produtos para 2013, que era estimada em 4,5%.

Walter Cover, presidente da Abramat, explica que a manutenção de bons resultados nos meses seguintes depende diretamente dos níveis de renda e emprego da população, assim como a implantação de políticas públicas que contribuam para o setor. Em comparação com abril deste ano, as vendas no mês de maio cresceram 1,6%. Assim, o resultado de maio foi o segundo melhor de 2013, perdendo apenas para o mês de maio, quando as vendas do setor ficaram 13,8% maiores do que havia sido registrado em fevereiro.

O presidente considera que, como depois de uma grande alta o setor imobiliário está evoluindo menos, a expectativa é que o governo acelere as licitações e andamento das obras referentes a infraestrutura de portos, transportes e aeroportos.

Em comparação com os meses anteriores de 2013, a criação de emprego na indústria de material de construção diminuiu 0,7% no mês de maio, mesmo tenha crescido 0,8% sobre o resultado obtido no mês de abril.

A Associação está agora na expectativa de que governos estaduais e federal anunciem novas medidas que definam a desoneração tributária, além da redução do preço do gás, que é fonte de energia importante para diversos setores da indústria, a exemplo de vidro e cerâmica.

Em relação aos segmentos, a comercialização de materiais básicos de construção cresceu 2,1% sobre o ano passado e 0,5% em relação ao mês de abril. A vendas de produtos de acabamento, por sua vez aumentaram 5,6% em relação a 2012 e 3,3% em comparação com abril.