Publicado em: terça-feira, 08/07/2014

Comercialização da insulina inalável para diabéticos é aprovada nos EUA

Comercialização da insulina inalável para diabéticos é aprovada nos EUAUm novo medicamento trará uma maior comodidade aos pacientes que possuem diabetes. A Agência de Alimentos dos Estados Unidos (FDA) aprovou no país a comercialização da insulina inálavel Afrezza, um medicamento de ação eficaz e rápida que é responsável por substituir as injeções que funcionam para o controle glicêmico, em pacientes com diabetes. Esse é um novo método de tratamento para pacientes que possuem a doença e precisam usar a insulina antes de ingerir qualquer alimento. No final do mês passado, ele foi aprovado.

O Alfrezza se resume em uma inalação do pó em um micro inalador, de fácil uso. O produto é dissolvido de forma rápida quando atinge o pulmão e assim, fornece insulina para o sangue. De acordo com um comunicado feito pela MannKid, laboratório que produziu o medicamento, os níveis de insulina são atingidos de 12 a 15 minutos após a administração. Porém, a FDS notifica que o medicamento deve ser utilizado juntamente com uma insulina de ação lenta em pacientes com diabetes do tipo 1 e não é recomendável a pessoas que fumam ou fazem tratamento contra cetoacidose diabéticas.

Testes

Não obstante, antes que fosse aprovado, foram realizados testes com mais de 3 mil participantes que tinham diabetes do tipo 1 ou tipo 2. Ainda não foi definido quando o medicamento começará a ser vendido no Brasil. Segundo informações da Organização Mundial de Saúde, cerca de 347 milhões de pessoas sofrem com a diabetes.

Quando a doença é controlada, ela não traz consequências a vida do paciente, contudo, quando não há controle, o paciente diabético pode correr riscos de problemas na visão, nos pés, rins, nervos e no coração. Além disso, a diabetes também pode trazer problemas cardiovasculares, como infarto e até mesmo um acidente vascular cerebral (AVC).