Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

Comandante afirma que explosão é de responsabilidade do dono do restaurante

Nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, Sérgio Simões, afirmou que a explosão do restaurante no centro da cidade é de responsabilidade do proprietário do local. Isso porque ele utilizava botijões de gás sem conhecimento dos bombeiros. O incidente deixou 17 feridos e três mortos.

Simões disse ainda que não é possível imaginar que alguém irá burlar as exigências do Corpo de Bombeiros. Ele afirma que cada propriedade tem exigências específicas a cumprir e que a fiscalização existe para determinar essas exigências e definir como cada imóvel deve proceder.

O comandante Simões afirma ainda que era impossível ter conhecimento de que o restaurante não cumpria as exigências determinadas pelo Corpo de Bombeiros. Ele disse que é muito provável que se permita a utilização de gás em um determinado estabelecimento, se o gás estiver canalizado ou engarrafado, mas o dono do local resolva não seguir as recomendações.

Carlos Rogério do Amaral, proprietário do restaurante, estava hospitalizado, mas já recebeu alta. Ele entrou em choque ao saber do acidente e foi levado ao Hospital Quinta D’Or, na Zona Norte. De acordo com testemunhas, ele desmaiou. No hospital, recebeu tratamento psicológico e remédios.