Publicado em: quarta-feira, 18/04/2012

Com novas taxas de juros, Caixa repassa R$ 196 milhões em capital de giro

Depois do corte nas taxas de juros anunciados pela Caixa Econômica Federal, o banco já obteve um aumento de 907% no repasse de recursos para micro, pequenas e médias empresas. São essas empresas que precisam de recursos para cobrir despesas em curto prazo e que, por isso, procuram os bancos. Segundo o vice-presidente de crédito, Fábio Lenza, a média semanal sempre estava próxima de R$ 19 milhões, mas na última semana esse valor chegou a R$ 196 milhões. Essa elevação ocorreu entre os dias 9 e 16 de abril, depois que o banco colocou mais R$ 8 bilhões para o Giro Caixa Fácil e diminuiu os juros.

Segundo Lenza, esse maior repasse se deve à taxa menor colocada na última semana. Essa medida foi proposta pelo governo com o objetivo de forçar os bancos a reduzirem o spread, ou seja, diminuir a diferença entre os juros pagos pelo banco ao mercado para captar dinheiro e o valor cobrado para emprestá-lo ao consumidor. Segundo o executivo a taxa era de 2,72% e agora está em 0,94%. A taxa que estava sempre entre 24% e 30% ficou abaixo de 12%. Além disso, o corte anual chegou a ultrapassar 68%.

Crédito consignado cresceu no banco estatal

De acordo com o executivo, quem mais buscou crédito no banco estatal foram os clientes pessoa física. A linha de crédito mais procurada foi a de financiamento consignado. Ele é oferecido aos beneficiários do INSS ou também àqueles que possuem conta salário de onde será feito o débito. Essa modalidade de crédito cresceu 124%, indo a R$ 676 milhões, sendo que o valor emprestado anteriormente não passava de R$ 302 milhões. Além disso, outro empréstimo e que cresceu foi o do Crédito Direto ao Consumidor (CDC). A mudança foi de R$ 42 milhões para R$ 98 milhões, sendo que isso só ocorreu depois que o banco reduziu o spread para casos de empréstimos para pessoas físicas.